Songtexte.com Drucklogo

Protesto Olodum / Faraó divindade do Egito / Como nossos pais Songtext
von Daniela Mercury

Protesto Olodum / Faraó divindade do Egito / Como nossos pais Songtext

Força e pudor
Liberdade ao povo do Pelô
Mãe que é mãe no parto sente Dor

E lá vou eu

Declara a nação
Pelourinho contra a prostituição
Faz protesto, manifestação

E lá vou eu

Iô iô iô iô
Lá lá lá lá lá lá
Iô iô iô iô

E lá vou eu

Moçambique, eh
Moçambique, eh
Moçambique, eh
Num minuto o homem vai morrer

E lá vou eu


Brasil nordestópia
Na Bahia existe Etiópia
Pro Nordeste o país vira as Costas

E lá vou eu
E lá vou eu, e lá vou eu
Deus, divindade infinita do universo

Predominante
Esquema Mitológico

A ênfase do espírito original Exu!

Formará no Eden um novo cósmico

E a Emersão, a Emersão!
Nem Osíris sabe como aconteceu

Uhmhmhm E lá vou eu

E eu falei Faraó
Eu falei Faraó
Eu falei Faraó
Eu falei Faraó

Não quero lhe falar, meu grande amor
Das coisas que aprendi nos discos
Quero lhe contar como vivi
E tudo o que aconteceu comigo

Viver é melhor que sonhar

Eu sei que o amor
É uma coisa boa

Mas também sei
Que qualquer canto é menor do que a vida
De qualquer pessoa

Por isso cuidado meu bem
Há perigo na esquina

Eles venceram
E o sinal está fechado prá nós
Que somos jovens...

Para abraçar seu irmão e beijar
Sua menina na rua

É que se fez o teu braço, o teu lábio
E a tua voz...

Você me pergunta
Pela minha paixão

Digo que estou encantada
Como uma nova invenção

Eu vou ficar nessa cidade
Não vou voltar pro sertão

Eu vejo vir vindo no vento
Cheiro da nova estação

Eu sei de tudo na ferida viva
Do meu coração...

Já faz tempo eu vi
Você na rua

Cabelo ao vento
Gente jovem reunida

Na parede da memória

Essa lembrança
É o quadro que dói mais...

Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito
Tudo o que fizemos

Ainda somos os mesmos
E vivemos

Ainda somos os mesmos
E vivemos

Como os nossos pais...

Nossos ídolos
Ainda são os mesmos

E as aparências
Não enganam não

Você diz que depois deles
Não apareceu mais ninguém

Você pode até dizer que eu tô por fora
Ou então que eu tô inventando...

Mas é você
Que ama o passado
E que não vê

É você
Que ama o passado
E que não vê
Que o novo sempre vem

Hoje eu sei
Que quem me deu a idéia
De uma nova consciência
E juventude

Tá em casa
Guardado por Deus
Contando vil metal

Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito
Tudo, tudo, tudo, tudo o que fizemos

Ainda somos os mesmos
E vivemos

Ainda somos os mesmos
E vivemos

Ainda somos os mesmos
E vivemos

Como os nossos
Pais
Summertime

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!

Übersetzung

Quiz
Wer singt das Lied „Haus am See“?

Fan Werden

Fan von »Protesto Olodum / Faraó divindade do Egito / Como nossos pais« werden:
Dieser Song hat noch keine Fans.
Diese Website verwendet eigene Cookies und Cookies von Dritten um die Nutzung unseres Angebotes zu analysieren, dein Surferlebnis zu personalisieren und dir interessante Informationen zu präsentieren (Erstellung von Nutzungsprofilen). Wenn du deinen Besuch fortsetzt, stimmst du der Verwendung solcher Cookies zu. Bitte besuche unsere Cookie Bestimmungen um mehr zu erfahren, auch dazu, wie du Cookies deaktivieren und der Bildung von Nutzungsprofilen widersprechen kannst.
OK