Casa Songtext
von Baleia

Casa Songtext

Minha casa é simples,
mas é forte todavia.
Chove todo dia
uma calma solidão.
Vento que arranca
dos varais uma lembrança
tudo que me alcança
Era sonho, agora, não.
Da janela, vejo
luzes da cidade, o peso,
todo o desejo
de um lugar nesse clarão.
Como eles correm
tão certinhos quanto à sorte;
rima com a morte.
Mando um grito, mando um sinal.
Ninguém nunca vê a minha casa.
Ninguém nunca entra.
Minha casa é simples,
mas é minha toda vida.
Chove todo dia - uma brava solidez.
Onda que me lança,
nunca quebra, só avança,
faz da dor bonança.
Soa o sino - agora, sim.
Sei que já é tarde.
Hoje desço pra cidade - algo que se parte.
Dou à sorte o meu amor.
Em cima de um morro nem tão alto, nem tão baixo.
Será que eu encaixo?
Era sonho.
Agora, não.

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!

Übersetzung

Quiz
In welcher Jury sitzt Dieter Bohlen?

Fan Werden

Fan von »Casa« werden:
Dieser Song hat noch keine Fans.
Diese Website verwendet eigene Cookies und Cookies von Dritten um die Nutzung unseres Angebotes zu analysieren, dein Surferlebnis zu personalisieren und dir interessante Informationen zu präsentieren (Erstellung von Nutzungsprofilen). Wenn du deinen Besuch fortsetzt, stimmst du der Verwendung solcher Cookies zu. Bitte besuche unsere Cookie Bestimmungen um mehr zu erfahren, auch dazu, wie du Cookies deaktivieren und der Bildung von Nutzungsprofilen widersprechen kannst.
OK