A Sua Sorte Songtext
von Dingo Bells

A Sua Sorte Songtext

A sua sorte é ver o tempo devagar
Com toda calma de quem fica no lugar
Aqui embaixo tá difícil de engolir
Quero subir mas tenho medo de chegar

Olha, onde é mais perto do sol
E o telefone não tem sinal

Onde a cidade não vai
E o horizonte não tem final

Onde relógio não há
Uma montanha subindo ao céu


A sua sorte é ver o tempo devagar
Com toda calma de quem fica no lugar
Aqui embaixo tá difícil de engolir
Quero subir mas tenho medo de chegar

Onde é mais perto do sol
E o horizonte não tem final

Olha, eu vou seguir por aqui
Ainda é cedo pra não tentar

Como se eu fosse um grão
Do mesmo chão que te viu brotar
E estendesse as mãos
Mas não pudesse te alcançar

Eu vou seguir por aqui
Ainda é cedo pra não tentar

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!

Übersetzung

Beliebte Songtexte
von Dingo Bells

Fan Werden

Fan von »A Sua Sorte« werden:
Dieser Song hat noch keine Fans.
Diese Website verwendet eigene Cookies und Cookies von Dritten um die Nutzung unseres Angebotes zu analysieren, dein Surferlebnis zu personalisieren und dir interessante Informationen zu präsentieren (Erstellung von Nutzungsprofilen). Wenn du deinen Besuch fortsetzt, stimmst du der Verwendung solcher Cookies zu. Bitte besuche unsere Cookie Bestimmungen um mehr zu erfahren, auch dazu, wie du Cookies deaktivieren und der Bildung von Nutzungsprofilen widersprechen kannst.
OK