Songtexte.com Drucklogo

Despedida (Marcha Do Marceneiro) - Live Songtext
von António Zambujo

Despedida (Marcha Do Marceneiro) - Live Songtext

Alfredo Marceneiro

Um dia, quando isso for
Deixar o teu corpo em flor
E se aproximar o fim

Queria partir, sem te ver
Sentir o mundo morrer
Baixinho, dentro de mim

Queria partir, sem te ver
Sentir o mundo morrer
Baixinho, dentro de mim

Depois, em vez de esquecer-te
Tornar em sonhos e rever-te
Perdido na escuridão


Rever-te sozinho assim
Ver-te só dentro de mim
Dentro do meu coração

Rever-te sozinho assim
Ver-te só dentro de mim
Dentro do meu coração

É que não posso partir
Sem me partir dos teus olhos
Nem do adeus derradeiro

É que partir e te ver
É duas vezes morrer
De alma e de corpo inteiro

É que partir e te ver
É duas vezes morrer
De alma e de corpo inteiro

Songtext kommentieren

Log dich ein um einen Eintrag zu schreiben.
Schreibe den ersten Kommentar!

Beliebte Songtexte
von António Zambujo

Fans

»Despedida (Marcha Do Marceneiro) - Live« gefällt bisher niemandem.