Songtexte.com Drucklogo

Amor Covarde Songtext
von Alceu Valença

Amor Covarde Songtext

Amor covarde que morde, que arde
Cadela magra, metade de mim
A madrugada se arrasta tão lenta assim

Dor, dor, dor
Dor, dor, dor

Moça bonita, novilha tão rara
Não há quem valha metade de mim
A dor do amor, navalhada que arde assim

Dor, dor, dor
É dor, dor, dor

Dor, dor, dor

Estrela D'Alva, pedaço de lua
A pele nua cheirando a jasmim
Rubra cereja, bandeja de prata dói hum

Dor, dor, dor
É dor, dor, dor, dor

Moça bonita, novilha tão rara
Não ha quem valha metade de mim
Nascemos sós e só seremos serenos no fim


Dor, dor, dor
Dor, dor, dor, dor, dor, dor

Amor covarde que morde, que arde
Cadela magra, metade de mim
A madrugada se arrasta tão lenta assim

Dor, dor, dor
Dor, dor, dor

Moça bonita, novilha tão rara
Não há quem valha metade de mim
A dor do amor, navalhada que arde assim

Dor, dor, dor
É dor, dor, dor

Dor, dor, dor
Dor, dor, dor, dor

Estrela D'Alva, pedaço de lua
A pele nua cheirando a jasmim
Rubra cereja, bandeja de prata dói hum

Dor, dor, dor
Eu disse: dor, dor, dor


Moça bonita, novilha tão rara
Não há quem valha metade de mim
Nascemos sós e só seremos serenos no fim

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!

Quiz
Wer singt das Lied „Applause“?

Fan Werden

Fan von »Amor Covarde« werden:
Dieser Song hat noch keine Fans.