Joana Transmontana Songtext
von B Fachada

Joana Transmontana Songtext

Joana transmontana
Tu não dás descanso à terra
Umas grutas lá na serra
Tens tu histórias pra contar
Da cidade só trouxeste
Chagas fundas de miséria
Mas com fama de galdéria
Estás na calha pra casar

Com tanta gente que passou
Pela tal Joana
Cadê poetas
Pra cantar a transmontana

Joana transmontana
Já não quer estar com ninguém
E dos tempos de Belém
Não te deixas perguntar
Nas colónias de Lisboa
Ser pessoa é compromisso
E como sabes pouco disso
Voltaste para humanizar

Com tanta gente que passou
Pela tal Joana
Cadê poetas
Pra cantar a transmontana
Antes estar com fome aqui
Que em Lisboa a lavar pratos
Trocar um milhão de putos
Por cinquenta velhos chatos
Fugidos nus do lar sem medos
Nem sapatos...

Joana transmontana
Não te queria eu namorar
Tinhas vindo lá da terra
Das peneiras por tratar
Mas depois de uns poucos meses
De te verem funcionar
Conseguiste o aval das velhas
E moços pra passear

Com tanta gente que passou
Pela tal Joana
Cadê poetas
Pra cantar a transmontana

Joana, oh Joana
Se tu tinhas aqui vida
O que foste de fugida
Logo em primeiro lugar

E com isto eu só pergunto
Se miranda é tão mais lindo
Do que a capital fingindo
Que tu não nos vais faltar

Com tanta gente que passou
Pela tal Joana
Cadê poetas
Pra cantar a transmontana
Antes estar com fome aqui
Que em Lisboa a lavar pratos
Trocar um milhão de putos
Por cinquenta velhos chatos
Fugidos nus do lar sem medos
Nem sapatos...

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!

Übersetzung

Beliebte Songtexte
von B Fachada

Quiz
Wer ist gemeint mit „The King of Pop“?

Fan Werden

Fan von »Joana Transmontana« werden:
Dieser Song hat noch keine Fans.