Mortal à Toa Songtext
von Anelis Assumpção

Mortal à Toa Songtext

Da morte tudo se sabe
Fato fatídico
Viver é inevitável
Mas até que se cale, pare, congele
Todo corpo vale
O prazer de ser
Mortal na proa
De dar
Mortal à toa
À beira mar
Mortal garoa
E a dor de ser
Mortal
Da morte não se escapa
Escalope à galope
Na esquina do destino
Cavalo marinho
Até que o coração pare
Todo corpo é um vale
Um passe para ser
Um passe para dar
Um passe pra sofrer
Um passe para curar
Mortal na proa
Um beijo mortal
Um abraço mortal
Um gosto mortal
Um cheiro mortal
Desgraça de ser mortal
E a graça de estar mortal

Songtext kommentieren

Schreibe den ersten Kommentar!